terça-feira, 15 de agosto de 2017

Dedique-se ao bem, Hannah Arendt



"Dedique-se ao bem que você merece e deseja por si mesmo. Dê a si mesmo a paz de espírito. Você merece ser feliz. Você merece prazer." 
Hannah Arendt

domingo, 13 de agosto de 2017

Pai, Mário Quintana

Eternamente Pai


"PAI... Ensinarás a voar. Mas não voarão o teu vôo. Ensinarás a sonhar. Mas não sonharão o teu sonho. Ensinarás a viver. Mas não viverão a tua vida. Ensinarás a cantar. Mas não cantarão a tua canção. Ensinarás a pensar. Mas não pensarão como tu. 
Porém, saberás que quando voem, sonhem, vivam, cantem e pensem, estará a semente do caminho ensinado e aprendido." 
Mário Quintana


HOMENAGEM AO DIA DOS PAIS

sábado, 12 de agosto de 2017

Vê mais longe, Richard Bach

Foto: Ana de Carli Ball


"Vê mais longe a gaivota que voa mais alto."
 Richard Bach

In: Fernão Capelo Gaivota

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Todos os dias, Émile Coué

Ilustração: Mônica Carretero

"Todos os dias, sob todos os pontos de vista, eu vou cada vez melhor porque eu quero e assim será." 
Émile Coué

domingo, 6 de agosto de 2017

Curando as emoções, Mirna Grzich



Art by Arlena Willow


São tantas emoções, já dizia um cantor popular.
Experimentamos essas emoções no nosso corpo, não na nossa mente.
A emoção é antes de tudo, um estado físico.
Não falamos do medo de ficar com o coração na boca? Ou da alegria de sentir o coração leve?
Existe uma ligação entre o cérebro e o coração. Uma ligação física, entre o nosso cérebro emocional, chamado de límbico e o nosso coração. A coisa funciona assim:
Temos um cérebro chamado cognitivo: que é educado, racional, diplomático, controlador.
E um cérebro límbico: emocional, primitivo. Tipo homem das carvernas, que fica ali no fundo em guarda. Quando ele percebe um perigo, ou uma oportunidade excepcional,  um inimigo ou uma pessoa atraente, ele aciona um alarme. Em milésimos de segudo, ele cancela todas as operações, interrompe todas as atividades do cérebro cognitivo. Isso continua acontecendo hoje com o homem e a mulher modernos. Então descobrimos emotivos demais ou completamente irracionais.
Um ataque de ansiedade ou pânico nasce desse jeito.
As imagens que vemos, os sons que ouvimos são  botão vermelho das nossas emoções.
Cuidado com as imagens que você deixa entrar, e com as palavras e sons que penetram em você.
Por isso mantras são tão importantes, para acalmar esse cérebro tão selvagem.
Por isso, contemplar a natureza é tão relaxante. E não adianta pensar que você pode cultivar o controle de tudo através do cérebro cognitivo. É como jogar lixo embaixo do tapete. Uma hora ele acaba aparecendo, e o caos se instala. O importante é ter inteligência emocional, desenvolvendo a harmonia entre esses cérebros meditando.
Meditar não é sair deste mundo, é entrar profundamente nele. É estar presente com um sorriso interior. Respirando e conectando com nosso coração no dia a dia. Pode ser no supermercado, no carro, no trabalho, com os nossos filhos, com o nosso amor.
Dizem os budistas que podemos transformar emoções negativas em virtudes.
Que a energia da raiva é a mesma que do amor. Só que num polo diferente.
Que a energia da inveja é a mesma que da admiração.
Que a energia do medo é a mesma que da coragem.
Que a energia da ignorancia é a mesma que da sabedoria.
É como uma alquimia.
O nosso ouro interior surge quando nos aceitamos, sem críticas e confiamos na nossa natureza pura, na nossa luz. O segredo é aceitar a nossa natureza que pode estar encoberta, mas está lá sempre, esperando por este momento. Quando você olha para dentro e entende que é assim, a complexidade da vida e confia.

Texto de Mirna Grzich

Referência em música, bem-estar, qualidade de vida, consciência e transformação na cultura, jornalista visionária, comunicadora e terapeuta, Mirna Grzich iniciou-se em múltiplas tradições espirituais com mestres e pesquisadores como Rajneesh/Osho, Krishnamurti, Mestre Agenor e Chagdud Tulku Rimpoche, Fritjof Capra, Deepak Chopra, Brian Weiss e o Dalai Lama.

Criou o Programa Música da Nova Era, a Coleção Anjos, a Revista Meditação, e a Coleção Quem é Você com 16 CDs -- um verdadeiro mapa de autoconhecimento e de música -- disponível agora completa, em belíssima edição para colecionadores. Atualmente, oferece palestras e workshops. 



sexta-feira, 4 de agosto de 2017

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

As pessoas boas merecem, Madre Teresa de Calcutá

Nebula 2 Painting by Cornelia Tersanszki 
Fonte: Facebook Sam Carlo



"As pessoas boas merecem o nosso amor,
as pessoas ruins, precisam dele."
Madre Teresa de Calcutá


Printfriendly